A importância da preparação dos pais no desenvolvimento infantil

Diversos estudos comprovam a importância da preparação dos pais para estimular o desenvolvimento das crianças nos primeiros anos de vida de forma correta.



Estudos confirmam que os cuidados iniciais na primeira infância tem um impacto decisivo em como a criança estrutura sua capacidade de prendizado e controle emocional. A Neurociência é enfática quando afirma que a forma como os pais e outros cuidadores interagem e mediam as relações da criança com o meio ambiente, afeta diretamente os circuitos neuronais que estão no ápice do processo de sinapses e modulação, e estas experiências servirão como base para os aprendizados futuros.


Visto o impacto que os primeiros cuidados trazem para a vida do indivíduo, muitos pesquisadores, estudiosos e profissionais da área da saúde apontam para a importância de uma mediação precoce no âmbito familiar com o objeto de auxiliar os pais na interação com seus filhos, proporcionando-lhes um maior conhecimento sobre o desenvolvimento infantil, consciência de suas ações e estratégias utilizadas na intervenção com a criança. Em um periódico para Universidade Estadual de Londrina, Zazula (2010) afirma que “ensinar aos pais como manipular contingências ambientais na interação com seus filhos aumenta a probabilidade de eles agirem de modo mais eficaz diante das situações difíceis, conforme pode ser constatado no resultado de diversos estudos.”


De acordo com Olivares et al (2005) a capacitação de pais com enfoque comportamental surgiu a partir da década de 1960, de lá para cá houveram diversas mudanças e novas estratégias foram incorporadas o que melhorou cada vez mais o processo, “Atualmente, a capacitação de pais tem como principal objetivo a mudança do padrão de interação estabelecido na díade pai e/ou mãe-criança, para aumentar a probabilidade de emissão de classes de respostas pró-sociais durante o relacionamento”.


Pinheirol et al (2006) fala que o objetivo é ensinar os pais a serem “terapeutas comportamentais” de si e dos próprios filhos, dando-lhes ferramentas para que influenciem positivamente sobre o comportamento infantil e contribuam de diversos modos para a formação do indivíduo por meio de desenvolvimento de comportamentos, habilidades e valores. A ideia da criação de um programa em que os pais se transformem em mediadores, tem base nos conceitos de que, “...grande parte dos comportamentos inadequados das crianças se manifesta e é mantida devido aos déficits de habilidades sociais apresentados pelos próprios pais para manejar os comportamentos de seus filhos”.


O que em grande parte seria evitado se estes (os pais) obtivessem orientações, informações e ferramentas antes e durante a primeira infância, quando os principais recursos das crianças estão sendo estruturados. Uma questão que cada vez mais necessita de reflexão, é o fato dos adultos buscarem cursos e recursos para obterem mais informações sobre diversas áreas e interesses, mas ainda ser uma pequena minoria, que podemos considerar privilegiada, os que buscam conhecimento sobre o processo de desenvolvimento infantil em seus mais amplos aspectos, proporcionando a criança um crescer mais saudável, feliz e integral.


REFERENCIAIS:


Fundamentos do desenvolvimento infantil : da gestação aos 3 anos / [organizador Saul Cypel] - São Paulo : Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, 2011. Vários autores. Material disponível em http://www.infanciaideal.org.br/wp-content/uploads/2013/09/FMCSV_FUNDAMENTOS-DESENVOLVIMENTO-INFANTIL-2.pdf


Pinheiro, M.I.S, Haase, V.G, Prette, et al. Treino de Habilidades Sociais Educativas para Pais de Crianças com Problemas de Comportamento: Reflexão e Critica, vol. 19, núm. 3, p. 408, 2006. Resumo disponível na internet: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=18819309


Olivares, J., Méndez, F. X., & Ros, M. C. (2005). O Treinamento de pais em contextos clínicos e da saúde. In V. E. Caballo, & M. A. Simón (Org.), Manual de psicologia clínica infantil e do adolescente: transtornos específicos (Vol. 2, pp. 365-386, S. M. Dolinsky, Trads.). São Paulo: Santos.


Zazula, R. Haydu, V. B. Análise aplicada do comportamento e capacitação de pais: revisão de artigos publicados pelo Journal of Aplllied Behavior Analysis. Universidade Estadual de Londrina. Vol. 20, núm. 1 pp 87-107, 2011.

Destaques
Recentes

Fique por dentro dos próximos artigos

Procure por palavra-chave

2015 -  2020 © Todos os direitos reservados a Pais e Filhos Nota 10.