Meu bebê não dorme sozinho!

A necessidade do bebê e da criança pequena de ter a presença de um adulto que o embale, aconchegue ou alimente-o para adormecer ou para reiniciar o sono da noite é frequente em muitos lares.

 

 

Nos primeiros meses de vida por uma necessidade de segurança, vínculo e constantes cuidados os pais mantêm a criança sempre em seus braços e utilizam recursos para agilizar e incentivar o sono da criança como, por exemplo, o embalar, colocá-la para dormir na cama do casal, dormir na cama da criança, deixá-la dormir no sofá para depois levá-la para o quarto, oferecer a mamadeira para o bebê relaxar e durmir, etc. Estes recursos com o passar dos meses se tornam cansativos e desgastantes para os pais, visto que o bebê se fica mais exigente e pesado dificultando o embalo ou o deslocamento dele para o berço.

 

Quando os pais não utilizam um procedimento correto com o sono do bebê nos primeiros meses de vida pode-se instalar o que os especialistas chamam de Insônia em Crianças Pequenas. No caso das crianças que só dormem quando estão em condições especiais, como por exemplo, ser embaladas, ter um contato físico com os um dos pais, mamar, entre outros recursos é chamado de Insônia por Associação para Iniciar o Sono, pois a criança associa um determinado estímulo ao ato de adormecer e na falta deste estímulo não consegue adormecer sozinha. Essas crianças geralmente têm constantes despertares noturnos necessitando da presença de um adulto para voltar a dormir o que causa um desgaste nos pais por não conseguirem ter uma noite de sono contínua.

 

O ideal é que a partir dos três ou quatro meses de vida da criança os pais gradativamente iniciem uma rotina de sono, isto é, uma sequência de acontecimentos que se repetem todos os dias, facilitando a aprendizagem e adaptação do bebê. Os pais devem colocar a criança sonolenta no berço para que conclua o ato de pegar sono dentro do berço. E para evitar a associação do sono com o aleitamento, a partir de três meses estabelecer uma sequência de Alimentação, Atividade e Sono, essa atividade pode ser o arrotar, uma conversa, ou apenas a troca de fraldas.

 

Dormir é uma necessidade fisiológica, dormir no próprio berço é aprendido. E não depende só da criança, mas dos pais se sentirem seguros e confiantes para incentivarem seu bebê.

Please reload

Destaques

Meu bebê não dorme sozinho!

1/3
Please reload

Recentes
Please reload

Fique por dentro dos próximos artigos

Procure por palavra-chave

2015 -  2020 © Todos os direitos reservados a Pais e Filhos Nota 10.